Blog Oficial da AN ZINE



segunda-feira, janeiro 16, 2006

Futebol - O presente (Parte II )

Na edição anterior da ANZINE falámos de tempos em que o futebol era diferente do que é hoje. Falámos de tempos distantes e, desde então o mundo, em geral, e o futebol, em particular, mudaram bastaste. Os tempos em que o futebol funcionava apenas como desporto por si só, desprendido de interesses económicos, já lá vão. Agora, o futebol é um grande negócio que aproveita, por vezes, a paixão dos adeptos de forma desenfreada.

Nos dias que agora atravessamos, o ambiente nos estádios é algo diferente. Os estádios estão cada vez maiores, as condições são cada vez melhores, as bancadas estão cada vez mais vazias. Os preços praticados pelas federações de futebol profissional são incomensuráveis e insustentáveis pelo comum adepto. Por tal motivo e outros mais, o apoio ao clube do coração já não é tão bom como era dantes. Cada vez existem mais adeptos de sofá e, cada vez menos adeptos de bancada a gritar a plenos pulmões o nome do seu clube. Este género de factores têm muito peso na mudança de mentalidades de grupos, acabando gradualmente com a tão necessária “clubite”, se bem que tal tenha proporcionado maior interesse, da população em geral, pelas selecções nacionais, é certo.

Estes sinais do tempo também se reflectem na forma como os jogadores abordam a sua vida enquanto futebolista profissional. O amadorismo acabou. Os jogadores são acima de tudo profissionais. Este profissionalismo destruiu o amor à camisola que os jogadores carregavam consigo. É irreversível. Os jogadores, hoje em dia, salvo raras excepções como Jorge Costa, Beto, Mancini, ou Roy Keane, passam por vários clubes durante a carreira, não criando laços devidamente fortes para se sentirem motivados na conquista de títulos. Apenas têm como objectivo a progressão pessoal para um clube de maior dimensão financeira. Os jogadores são muito solicitados para acções de campanhas publicitárias, uma vez centro da negociata, e tal não lhes permite a concentração necessária para que os objectivos desportivos dos clubes sejam cumpridos. Isto também porque existem outro tipo de atractivos aliciantes aos próprios clubes, estando mais empenhados em vender camisolas do que em ganhar jogos.

Os dirigentes dos clubes também não são exemplo de amor ao emblema, por vezes investindo acima das possibilidades financeiras dos clubes, forçando na maioria dos casos a formação de SAD’s, retirando poder de decisão aos sócios, por via de injecção de dinheiro fácil nos cofres dos clubes.

O negócio está a corromper o futebol e o futuro adivinha-se problemático, se os clubes não se encontrarem de novo com os seus adeptos. Mais tarde ou mais cedo, os dirigentes têm que se aperceber que o futebol não é nada sem adeptos. A magia acaba se o público nos estádios acabar e, porque o futebol é um desporto de massas, assim que o deixar de ser, os interesses económicos que lhe permitem a sobrevivência desaparecerão.

AN-ZINE, 00:01 | link | 12 comments |

terça-feira, janeiro 10, 2006

Na edição de Dezembro a ANZINE conseguiu angariar os seguintes patrocinios que podem ser vistos na página 35. Temos uma entrada nova e uma saida também.

Os patrocinadores são os seguintes:

PRO SPORT em Ílhavo (234 19 35 07)
LIVRILHAVO em Ílhavo (234 321 151)
REFÚGIO DAS MARINHAS em Ílhavo (234 523 772)
RESTAURANTE - MARISQUEIRA FOQUIM em Ílhavo
VERDESPERTO em Aveiro
CAFÉ GALEÃO
em Aveiro
CAFÉ GOLFINHO
em Aveiro (Praça do Peixe)
GINÁSIO ARPI em Aveiro

É verdade, perdemos um patrocinio ( O restaurante Palhuça) mas, ganhamos outro, a loja da Helena Thadeu está presente nos apoios à ANZINE. Um muito obrigado para ela e que nunca lhe faltem clientes. Aproveitamos para deixar o link para o blog dela: www.verdesperto.blogspot.com


Se desejar patrocinar a nossa ANZINE ou entrar em contacto connosco pode fazer através dos seguintes numeros:

919079103 - Bruno Vieira
966206202 - Sérgio Lopes
960078506 - Valério Vaz

Nós sem patrocinios não vamos longe! Vamos lá !! Todos a telefonarem para esses números para pedirem informações sobre patrocinios !! :P

AN-ZINE, 23:44 | link | 0 comments |

Zine nº 28


A fanzine do mês de Janeiro já se encontra disponível, a nº 28, mas no entanto só posta à venda sábado dia 14 no bar dos Auri-Negros. O texto de Nuno Martins foi novamente publicado e está sem erros. Pedimos desculpa ao Nuno e aos nossos leitores mais uma vez.

AN-ZINE, 19:49 | link | 0 comments |

quinta-feira, dezembro 15, 2005

Texto Discussão - Parte 1

Em tempos mais distantes, as pessoas não olhavam para o Futebol com os olhos que olhamos hoje em dia.

No tempo dos pais da maioria daqueles que lêem este texto, havia miúdos que faziam tudo para ver os seus ídolos jogarem à bola, que pediam pais emprestados por noventa minutos para entrar no estádio gratuitamente. Outros, sem possibilidade de deslocamento, prostravam-se em frente ao rádio, e televisor, se houvesse, escutando e vibrando com o relato da partida, na ânsia de gritar GOLO!!!

Situações como esta eram sequer verosímeis, porque aquela era o tempo em que fazia sentido falar em três F’s, Fátima, Futebol, Fado. Aquele era o tempo em que o Domingo era dia de festa, porque à tarde o clube da terra jogava, e a população local enchia estádios de forma muito entusiasta.

Dava gosto ver Futebol. As gentes daquele tempo assistiam a jogos em que, garantidamente, os jogadores suavam e lutavam pelo emblema que carregavam ao peito. Os jogadores daquele tempo amavam o seu clube e honravam o apoio que recebiam dos adeptos. Perdessem ou ganhassem, os jogadores daquela era eram admirados por isso, pelo amor à camisola.

Embora relativamente desorganizado, este amor à camisola era gerido com esforço pelos dirigentes de então. Os estádios precários, as dificultadas vias de comunicação, a condicionada liberdade de expressado limitavam dirigentes, que realmente amavam o clube e por isso, jamais seriam insensatas e desonestas com a massa associativa e simpatizantes. O que mudou desde então? Essa é uma resposta longa que merece tempo e espaço daqui a uns tempos.

Fica a promessa!

Agradecemos comentários, bem escritos e assinados já sabem!

Bruno Vieira

Sérgio Lopes

Valério Vaz

AN-ZINE, 01:47 | link | 4 comments |

sábado, dezembro 10, 2005

Breves


O blogue ANZINE tem o prazer de anunciar que já se encontra federado na Federação de Blogs de Futebol, uma iniciativa do blogue BnR B. Se quiserem fazer parte desta mesma FBF podem ler as condições de acesso no blog. A lista de federados será actualizada constantemente, mas novos sócios do qual nos poderemos ter esquecido ou equivocado por favor mandem mail para: revista.an.zine@gmail.com

Novo Mail
Por falar em mail, a ANZINE tem novo email para o qual devem enviar as vossas sugestões/textos/comentários o mail é revista.an.zine@gmail.com, decidimos alterar o email por razões de espaço, para que possamos receber variadas fotos e textos para poderem eventualmente serem publicadas na ANZINE.

100 Zines vendidas!
Já agora fica aqui a informação que se vendeu a primeira tiragem das ANZINES em apenas 8 dias. 100 foram as revistas que nós tivemos a vender no pavilhão do Alboi, na deslocação a Moreira de Cónegos e no Bar Auri-Negro. Amanhã esperamos ter mais 50 nas mãos para poder vender aos espectadores da bancada norte do nosso estádio.

Saudações beiramarenses!
AN-ZINE, 02:29 | link | 4 comments |

domingo, dezembro 04, 2005

Patrocinios e contactos

Na edição de Dezembro a ANZINE conseguiu angariar novos patrocinios que podem ser vistos na pagina 35.

Os patrocinadores são os seguintes:

PRO SPORT em Ílhavo (234 19 35 07)
LIVRILHAVO em Ílhavo (234 321 151)
REFÚGIO DAS MARINHAS em Ílhavo (234 523 772)
RESTAURANTE - MARISQUEIRA FOQUIM em Ílhavo
RESTAURANTE PALHUÇA em Aveiro
CAFÉ GALEÃO em Aveiro
CAFÉ GOLFINHO em Aveiro (Praça do Peixe)
GINÁSIO ARPI em Aveiro

Aproveitamos para dizer que o Ginásio ARPI não só patrocina a ANZINE como faz desconto para os sócios UAN que lá forem patricar exercício.

Se desejar patrocinar a nossa ANZINE ou entrar em contacto connosco pode fazer através dos seguintes numeros:

919079103 - Bruno Vieira
966206202 - Sérgio Lopes
960078506 - Valério Vaz

Daqui a alguns dias irá ser publicado aqui no blog outro texto de discussão para vocês comentarem :) Aguardamos comentarios em massa :)
AN-ZINE, 13:03 | link | 7 comments |

Edição 27 já à venda!


A nova edição da ANZINE (Edição nº 27 de Dezembro) já está à venda! Está recheada de conteudos agradáveis para leitura e até tem sudoku.

Mas, já reparámos em erros que a revista sustenta sendo obrigatório fazer este comunicado:

Na ressaca da edição da Fanzine nº27 do mês de Dezembro, a nossa ANZINE, queremos primeiro que tudo agradecer a quem comprou e a quem vai comprar.
Mas como o comunicado não tem como principal motivo os nossos agradecimentos, queremos apenas lamentar uma falha técnica no texto "ANZINE... Resistir e evoluir" (falta parte final do texto) da autoria de Nuno Martins.
Pedimos desculpa aos que compraram e aos que vão comprar a revista. Deixamos a promessa de que o texto em causa será novamente publicado na Edição nº 28 do mês de Janeiro.

Saudações beiramarenses,
Os coordenadores

Bruno Vieira
Sérgio Lopes
Valério Vaz


AN-ZINE, 12:05 | link | 3 comments |

quinta-feira, novembro 10, 2005


O futebol português não é europeu. Não é europeu, na medida em que não cumpre algumas das importantes regras da entidade máxima do futebol do velho continente, a UEFA.
Existem mesmo vozes de opinião desportiva que afirmam que o futebol nacional, e respectivas entidades regulamentadoras, não goza de estatuto de oficialidade. De uma forma irónica, dizemos até que o nosso futebol é oficioso, apontem-se as devidas diferenças entre os dois temas.
Casos recentes, como a discordância entre a Liga e a FPF, em relação à tomada de posições da UEFA ao permitir a inscrição de um guarda-redes, fora de horas, por parte do SLB, comprovam esta ideia. Modificar situações como esta, embaraçosas para o nosso futebol, é complexo. Tal acontece, porque o estatuto da Liga, burocratiza o processo, facilitando o alastramento de uma epidemia no desporto nacional, os lobbies. Interesses de segundos e terceiros estão por detrás de todo este atrofiamento directivo. A Liga está para a FPF, como a Região Autónoma da Madeira está para o governo central do continente. É como um offshore onde tudo é opaco e difícil de percepcionar.
Problemas como o do Vitória de Setúbal, com grande mediatismo, e do Maia, em menos escala, também nos envergonham. Como é possível um clube sem garantias bancárias gerar credibilidade? Como é possível um clube sem capacidade para pagar a sua mão-de-obra inscrever-se numa competição profissional? Como é possível aceitar a morte lenta de um histórico do nosso futebol?
O nosso país é contraditório. O governo é contraditório. Nós, o povo, contribuímos para esta constante contradição. Será um sinal da crise que atravessamos? Ou será porque não possuímos pessoas honestas que façam a gestão dos dinheiros dos clubes de forma isenta e sensata? Realizámos o melhor europeu de sempre com dez novos estádios, mas agora caem, misteriosamente, clubes de dimensão relativa inseridos em meios industriais prósperos, na medida do possível. Por que será?
Por que será que ainda andamos atrasados em relação ao resto da Europa? Por que será que, possuindo talentos futebolistas, não os rentabilizamos de forma realmente vantajosa? Por que será que não nos regulamentamos de igual forma relativamente a além-fronteiras? Por que será que para mostrar aos de fora nos empenhamos e para mostrarmos uns aos outros, nos envergonhamos?
Perguntas com respostas dúbias por parte de quem deve responder. Como tudo neste rectângulo.


- Pede-se aos comentadores que assinem os comentários. Os comentários mais interessantes irão ser publicados na AN ZINE de Dezembro. Utilizem linguagem e escrita formal sem utilizar as famosas abreviaturas da Internet. Fica explicito que se quisermos publicar um comentário na revista e este tiver erros ortográficos nós os iremos corrigir.

Sem mais…
AN-ZINE, 00:44 | link | 5 comments |

quarta-feira, novembro 09, 2005

AN ZINE

Saudações beiramarenses!

A AN-ZINE tem novidadades.

Apresentamos aqui um novo suporte para a AN ZINE que pretendemos dinamizar com textos que futuramente podem ser publicados na revista oficial da claque Ultras Auri-Negros.

Neste Blog irão ser escritos textos que vâo ser publicados na revista assim como os comentários mais interessantes.

Deixamos já aqui um aviso:
-Se querem que os vossos textos sejam publicados na AN ZINE devem assinar com o vosso nome verdadeiro (também podem por as vossas alcunhas depois do nome...) e com o minimo de erros ortográficos. A AN ZINE compromete-se a corrijir alguns erros gramaticais se assim o achar necessário para publicar um texto.

Avisamos também que apartir da edição do mês de Dezembro a AN ZINE terá novos editores, sendo eles Sérgio Lopes, Bruno Vieira, Valério Vaz e Pedro Ribau. Prometemos continuar o bom trabalho da Laura Alho que até aqui fez com que a revista crescesse.

Vai haver ainda mais novidades! Fiquem atentos...

Sem mais
Os colaboradores da AN ZINE
AN-ZINE, 23:09 | link |